domingo, 26 de abril de 2009

O dia 25 de Abril e as razões...

Como o prometido é devido, aqui estou eu a contar o que se passa com o dia 25 de Abril.
Tal como disse no post anterior, o Carlos faz anos neste dia, por si só já é um motivo de muita alegria.
Depois, o próprio dia é de muita felicidade para o nosso pais pelos motivos que todos conhecemos. Eu como nasci no ano de 1974, vivo este dia de uma maneira muito particular, sempre vivi. Não, porque tenha alguém na minha familia que tenha sentido na pele as "injustiças" cometidas nesta época, mas tenho outros motivos. O meu pai esteve como tantos outros jovens da altura na guerra colonial em Angola. Sofreu, voltou sem quase um arranhão físico, no entanto a alma e a "sanidade" veio... digamos que machucada (não que a missão não tivesse sido cumprida, bem pelo contrário...) mas as agruras, dificuldades, etc... foram muitas e ainda hoje o meu pai chora sempre que vê fotos, reportagens sobre a guerra colonial. Ainda no dia de hoje isso aconteceu, quando lhe mostrei o vídeo que fiz sobre o 25 de Abril (que está no Bluestrass).
Em relação ainda ao antes do 25 de Abril, a minha mãe também passou o suficiente (na mesma altura em que o meu pai esteve em Angola), ganhava-se mal, existia uma boca para alimentar (o meu irmão tinha poucos anos) e ainda hoje a minha mãe conta a história de ir para a fila do leite em pó com senhas de racionamento (na base áerea de Sintra), com a minha avó ás 6 horas da manhã...
Por todas essas coisas, pelas injustiças cometidas, pela opressão, eu comemoro e sempre comemorarei o dia 25 de Abril!!
Este dia, no entanto tem outro significado para mim, pois foi precisamente neste dia à 12 anos atrás que me estreava em palco como actriz ainda que amadora (com muito orgulho!) com a peça “Ao Atiçar do Lume” de Joaquim Murale (e que falava precisamente dessas injustiças), desde esse ano quase todos os anos a noite de 24 para 25 de Abril era passada em cima de um palco a fazer uma das coisas que mais me preencheu como mulher (nunca comparáveis claro está com ser esposa e mãe!!), fazer teatro, com todo o fervor!
Os espectáculos feitos nesta noite eram sempre únicos e muito especiais, onde se representava a liberdade de expressão e que muita gente subentendia como politiquiçes, mas que nada têm a ver com isso... muitas vezes os que se manifestam neste dia, batendo com a mão no peito, isso sim, são politiquiçes (desculpem o desafo...)
O último espectáculo feito na noite de dia 24 para 25 de Abril de 2007, foi um dos momentos mais emocionantes para mim... Nessa noite representei a Liberdade de Expressão que foi aprisionada numa jaula e apenas foi libertada no dia 25 de Abril.
Este dia têm e terá sempre um cantinho especial no meu coração....
Aqui está a explicação do significado deste dia para mim...

1 comentário:

  1. Obrigado por postar isso, pois me ajudou muito num trabalho de história! ;)

    ResponderEliminar

Diga lá o que pensa...