segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A comemorar o 1º mês!

Olá a todos os que visitam este cantinho, em 1º lugar desculpem a ausência, mas ando um bocado cansada e sem muita paciência para colocar novos posts, não que não tenha coisas para contar, existe sempre novidades, mas quando me sento ao portátil, só falta mesmo é bater com a cabeça nele.
O Vicente até não têm sido muito mauzinho, tirando noites como a de hoje, em que ele chegou a acordar uma hora depois de ter adormecido com algumas cólicas.
Durante o dia, tem sempre duas alturas em que a seguir a mamar não quer dormir, mas também não quer estar sózinho, então tudo isso faz um acumular de algum cansaço!
Este 1º mês, serviu para enamormo-nos do nosso pequenino, aprender com ele, aprender que ter um bebé, não é sempre tudo muito lindo, que também existe dias mais stressantes, dias em que a paciência ou a falta dela teima em nos confrontar. Aprendemos a ouvir os mil e um conselhos de todos os que pretendem ajudar , mas a filtrar o que realmente é importante, porque a última palavra é dos pais. Mas tudo passa...
O Vicente está lindo e grande, já está com 4,600 Kgs, quanto à medida, confesso que não sei porque não o voltei a medir desde a semana passada.
Continuo a amamentá-lo só a maminha (tenho muito leite), o que ás vezes também se torna complicado... tenho alturas que quando dou por mim e é leite por mim abaixo!
Os cócós dele tem sido normalmente amarelos, ás vezes um bocadinho mais líquidos, alguns dias aparecem verdes, como foi o caso de ontem ao fim da noite e hoje (mas não são moles), após pesquisa, encontrei várias respostas entre elas esta aqui . Espero que a resposta seja esta...
Vou começar a beber, chá de funcho com erva-doce.
Tentei falar com a Pediatra, mas não me atendeu, deixei mesnagem, logo vejo o que ela me diz...


Na sexta-feira, vou à consulta com o Dr. João Malta, vamos ver o que ele me diz sobre mim...

Beijinhos a todos...
Sandra C.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Hoje fui à rua...

... pela 1º vez, sem ser no carro dos papás!
A mãe viu-se e desejou-se para trazer o ovo para o 3º andar comigo lá dentro, mas eu cá acho que é tudo uma questão de prática.
Fomos ao supermercado, os senhores que lá trabalham todos me quiseram ver...
Não estranhei nada, estive sempre a dormir, acho que gostei!

Beijinhos e abraços...
Vicente

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Ele hoje anda assim...

Já bolsou por duas vezes o leitinho... e tem acordado muito rezingão com dorzinha de barriga!
Agora dorme ali que nem um anjinho... (não sei quanto tempo??)
Não há-de ser nada.

Jokas a todos
Sandra C.

Para embalar os pequeninos...

Não sei se sabem, mas sou fã de Carlos Paião. Já ha muito tempo que andava para fazer este vídeo, finalmente consegui...
Partilho convosco, esta é uma das músicas mais bonitas que eu conheço, cheia de sentimento e de palavras bonitas...
Será que os nossos bebés vão gostar?

sábado, 22 de agosto de 2009

O meu sorriso lindo e a minha mão grande!







A minha 3ª semana!

Olá! Na passada quinta-feira completei a minha 3ª semana! Durante o dia já passo mais tempo acordado e não deixo a mãe fazer nada!
Continuo a não gostar de estar sózinho, ás vezes já pareço querer palrar (principalmente quando estou aborrecido, ou com alguma dorzita, reclamo, reclamo...), ás vezes dou assim uns gritinhos bem afinadinhos! Quando choro, já o fazia antes, mas agora, pareçe que tenho os pulmões bem abertos!
Já gosto mais do tomar banho, não reclamo, só resmungo um bocadinho quando é para sair...
Ontem a mãe pôs música para eu ouvir, estava na minha hora "all night long" (isto é uma maneira de dizer, porque eram 16 horas, lolol), começei a ouvir uma musica (Sarah Brightman) e os meus olhos abriram-se assm muito, muito, para ver de onde vinha o som...
Depois a mãe ainda cantou um bocadinho para mim e eu estava com muita atenção a ouvi-la, mas depois a mãe teve de desligar a música porque eu queria "farrabadó" e não queria dormir.









Quanto a tamanho, ontem a mãe mediu-me e já estou com 54 cm e peso 4, 100 Kgs (peso made by balança de cozinha da mãe, lolol)
Quem me vem ver, diz que estou cada dia maior, a mãe já se queixa que estou a ficar pesado.
Já reconheço muito bem as caras do pai e da mãe, quando oiço a voz deles viro-me todo para ver onde eles estão.
Esta noite deixei-os dormir entre cada mamada três horas.
Enfim, estou muito bem e recomendo-me...

Beijokinhas a todas as princesas e abraços aos rapagões...
Vicente

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Faz hoje um ano!

É verdade, mas já passou um ano sobre o nosso dia C.
Há um ano atrás, por esta hora, deviamos nós estar a partir o bolo e a ver o fogo de artíficio.
Foi um dia muito bonito, cansativo, mas sem dúvida que inesquécivel.
Para o meu lindo, um beijo, para além de muitos outros que lhe dou todos os dias, obrigado por me completares. Agora, ainda estamos mais felizes com a chegada do nosso Vicente.
Se quiserem espreitar no Bluestrass o post com as coisinhas do nosso casamento...
Deixo aqui também o filme que fiz com as fotos do nosso casamento, espero que gostem!

sábado, 15 de agosto de 2009

Na minha 2ª semana...

... cada vez estou mais crescido e a aumentar de peso.
Tenho dormido muito, mas também já passo mais algum tempo acordado, não gosto lá muito é de estar sózinho, então não deixo a minha mãe fazer nada.
Fui fazer a minha eco, a mamã já falou dela aqui.





Gosto muito de ir à rua, não me incomodo nada de andar a passear de "rabinho tremido".



Continuo a sujar muitas fraldas e continuo a mamar muito, agora já mamo de duas em duas horas e tenho dias que me troco todo e acordo de noite de hora a hora e não deixo dormir ninguém...
O meu cordão umbilical já caiu (já não aguentava aquela coisa ali pendurada).
Esta semana esteve muito calor e nestes últimos dias tenho dormido só de body, ou então de calções e t-shirt.
Por causa do calor passei o dia de ontem um bocado mal disposto, no dia anterior preguei um susto à mamã e ao papá, engasguei-me, mas não quero falar nisso!
Enfim, mais uma semana passou, só espero que o calor não dure muito mais tempo, gosto dos dias mais fresquinhos.

Também continuo a gostar de dormir sentado, tal como era na altura que estava na barriga da mamã...
Agora que já tomei o meu remédio, vou sonhar com os anjinhos...










Beijinhos a todos.
Vicente

Na quinta-feira...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Como fazer arrotar o bebé e o que fazer se ele engasgar...


Em sequência do post anterior, deixo aqui o que encontrei em várias páginas sobre este dois assuntos:

A questão do arrotar:
Quando o bebé está a mamar seja peito ou no biberon, normalmente pode existir ingestão de ar.
Isto acontece principalmente se os bebés estiverem o mamar pelo biberon. Na minha opinião, quando os bebés têm a boca pequenina (como é o caso do Vicente) poderá também existir esta questão.
O que acontece então é que o ar entra para o estômago do bebé, como este é mais leve que o leite, este mesmo ar regride, provocando a arroto que pode por vezes trazer consigo uma pequena quantidade de leite.
Se esta situação acontecer quando o bebé estiver deitado ou de bruços, poderá aspirar o leite e asfixiar, logo a questão se devemos ou não colocar o bebé a arrotar tem que se lhe diga.
Caso o bebé mame sem a entrada de ar, não existe necessidade de colocar para arrotar.
Outra coisa que pode acontecer são as temidas cólicas, que incomodam tanto os bebés, esta situação pode dar-se devido a terem ainda um sistema digestivo prematuro e se o estômago estiver cheio de ar.

Como fazer arrotar:
- Quase todos nós conhecem a famosa posição de ter o bebé encostado ao nosso ombro, batendo-lhe ligeiramente nas costas, mas nem sempre esta posição resulta.
- Outro método poderá ser, colocar o bebé sobre os joelhos, de barriga para baixo e bater ou esfregar ligeiramente nas costas.
- Ainda existe uma outra posição que nós usamos ás vezes que é sentar o bebé direito no nosso colo, apoiando uma mão no seu peito e cabeça enquanto que com a outra batemos ligeiramente nas costas.


O que fazer se o bebé se engasgar:

Informações in http://revistacrescer.globo.com/ e http://revistavivasaude.uol.com.br/

- Deite o bebé no colo, de barriga para baixo e com uma das suas mãos a segurá-lo, com a outra e em formato de concha bate algumas vezes nas costas entre as duas omoplatas.

- Alguns bebés se engasgam no ínicio da mamada, pois não conseguem a correcta coordenação entre respirar e deglutir, principalmente se ele estiver com muita fome.

Se reconhece esta situação, depois do ínicio da mamada, tire a boca dele do seu peito/ou biberão para que ele respire cerca de 15 ou 20 segundos para recuperar do cansaço inicial. ~

Quando ele voltar a mamar, irá estar mais calmo.

Espero com este post poder ajudar mais algumas mães, estes dois assuntos a mim preocupam-me bastante, apesar de a informação estar à distância de um clique, não custa nada fazer o resumo do principal, não é?

O susto...

Ontem estava até bastante alegre pelas graçinhas do Vicente (fez ontem duas semanas), mas hoje, não sei o que vos dizer...
Ontem depois do banho, apanhamos um susto muito grande, primeiro ele estava muito inquieto, penso que também devido ao calor, mamou muito (para mim até demais), o Carlos estava a tentar adormece-lo, quando ele começou com mais uma crise de soluços. Eu coloquei-o mais um bocadinho á mama, normalmente os soluços passam-lhe quase de seguida, só que ontem engasgou-se, tossiu, uma e outra vez e de repente, tive mesmo a sensação que ficou sem ar, nessa altura parece que a nossa cabeça pára, juro que fiquei sem saber o que fazer se não chorar, o Carlos agarrou no Vicente ao colo,virou-o de barriga para baixo e acho que lhe deu umas pancadinhas nas costas, mas eu já só via ele a ficar com os lábios roxos (a minha cabeça estava a mil à hora), tudo o que ensinaram no curso de preparação para o parto sumiu-se... entretanto a questão passou, mas eu é que fiquei muito inquieta.
Durante a noite, as horinhas de mamar, ficaram todas trocadas, acordava quase de hora a hora, durante o dia tem estado muito estranho (ou pelo menos eu acho), estava muito chorão de manhã, não queria dormir na alcofa, acabei por pô-lo a dormir, em cima de umas almofadas no sofá da sala (lógico que não arredei pé dali), achava-o quente tirei-lhe a t-shirt, ficou só com a fraldinha e o body e está também sem meias. Ainda lhe fui tirar a febre, da 1ª vez estava com 37,3º graus e agora estava com 37º (do que li não é considerado febre, pois não?).
O que estranho é quando ele acorda chora, como normal (como se estivesse a chamar por nós), mas faz uma coisa que me deixa apreensiva, ao espreguiçar-se, chora a seguir, alguém me sabe dizer porquê? Também estou com a sensação que ele está um bocado "mole", mas deve ser impressão minha...
Como também já referi, ele não gosta muito de arrotar, tentamos pô-lo a arrotar da forma habitual, mas ele reclama se estiver bem disperto, também o costumamos deitar numa almofada que está no nosso colo, nunca o deixando estar completamente deitado (ou seja ele fica mais sentado) e costuma dar resultado, mesmo para alguma cólicazinha que tenha...
Resumindo e baralhando, estou preocupada, da maneira que ele passou o dia, o que será esta noite?
Desculpem esta baralhação toda, mas estou um bocado cansada e com medo de estar a fazer algo de errado. Hoje sou eu que me estou a sentir uma naba...

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Este calor...

... é de doidos! Mesmo assim eu não me posso queixar muito, pois agora todos os pedaçinhos são poucos para dormir.
E apesar de dia, ter o estore puxado para baixo no quarto para ver se não entra tanto calor, à noite está um autêntico bafo!
O Vicente também não deixa de dormir, já passou à fase dos calções (que são poucos), agora está a dormir de body (um pouquinho mais comprido nas pernas, tipo calções), t-shirt, mais e sem lençol por cima... ainda há pouco apanhei-o numa posição mesmo gira, logo à noite coloco a imagem.
Uma novidade... o filhote está a mamar de duas em duas horas, quando assim não é com um espaço de duas horas e meia.
À conta do calor, é ver roupa atrás de roupa para lavar (não é só o calor, mas também a questão de ele mamar e cair leitinho pelos cantos da boca, mesmo usando babete, não à nada a fazer..)
Até mais logo.

Jokas
Sandra C.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

O peso...

É lógico que sabia que pesava uns belos Kgs a mais até nascer o Vicente, mais precisamente 95 Kgs, no entanto na semana passada fui à farmácia e tive a surpresa de pesar menos 11 Kgs e mais uns pózinhos... mais precisamente 83, 250Kgs!
Não está mau para a primeira semana... também é verdade que enquanto estive na maternidade, estive um dia a líquidos e no dia que começei a comer sólidos passe um bocado mal, com sensação de estar muito cheia, com algumas dores de estômago (acho que ainda eram efeitos da anestesia...), neste momento aqui em casa também não tenho aqueles apetites, mesmo na hora da refeição não como muito, mas tenho que admitir que como pão (neste momento até posso dizer que torrado), mas também tenho que olhar ao que como, pois existe algumas coisas que podem fazer mal ao Vicente.
Espero que esta situação se mantenha (ou seja a perca de peso, calmamente, eu também não tenho pressas, só queria mesmo era conseguir voltar a vestir algumas das minhas calças pois ainda ando com as calças de grávida, apesar de andar com a faixa).

No site http://notapajos.globo.com/ encontrei isto:

"Estudos americanos com mães descobriram que aquelas que dormem cinco ou menos horas por dia durante os seis primeiros meses após o parto têm três vezes mais chances de reter os quilos extras acumulados na gravidez do que aquelas que têm sete ou mais horas de sono por dia. "A privação do sono pode causar alterações nos níveis de hormônios envolvidos na regulação do apetite", explica Sirimon Reutrakul, médica da Universidade de Chicago Medical Center. (...)
O segredo, então, é dormir mais após o parto? Ter mais horas de sono é importante, mas praticar atividades físicas e ter uma boa dieta são fundamentais sempre que o objetivo for perder peso.Para muitas mulheres, a retenção de peso pós-parto é um problema grave, porque pode levar, a longo prazo, a um ganho de peso real. Os estudos mostram que até 20% das mulheres mantêm pelo menos 11 quilos em 6 a 18 meses após o parto. "

Hoje fomos fazer a eco do Vicente...

Penso que nunca cheguei a referir aqui, mas na última eco, tinha-se diagnosticado que o Vicente tinha um bacinete com dilatação (um género de canal que traz o xixi para a uretra), segundo o Dr. João nos disse na altura, não era uma situação preocupante, pois existe muitos meninos a nascer com isto e que no caso das meninas é mais complicado, pois as meninas tem muita mais facilidade em apanhar infecções urinárias.
De qualquer maneira como já disse, o Vicente após o nascimento, veio para casa medicado, para evitar que uma situação dessas aconteça.
Ele não tem necessariamente problema em fazer chichi (bem pelo contrário, lolol), hoje então fomos fazer a eco, a dilatação do bacinete esquerdo continua lá, aumentou um bocadinho (ou seja está a acompanhar o crescimento do Vicente) e segundo a Drª disse é normal, esta não é necessariamente uma questão que desapareça assim, pode demorar algum tempo.
Agora no dia 19 vamos à consulta de Nefrologia, para que ele seja acompanhado.
Ficamos mais preocupados no dia que foi diagnosticado, agora resta esperar pela consulta e pela voz do especialista.

sábado, 8 de agosto de 2009

A minha 1ª semana...

Olá, quem visita este cantinho já sabe quem eu sou... o Vicente!
Nestes últimos meses, devem ter ouvido falar muito de mim... já completei uma semana de vida, estranhei um bocadinho o mundo cá fora, mas agora acho que até estou a gostar.
Só não gosto mesmo nada é quando têm de me mudar a fralda e limpar os cócós e xixis com uma coisa fria, então vingo-me e para além de choramingar, quase sempre aponto a minha arma mais potente, para regar quem me está a mudar...
A minha mamã tem muito leitinho, estou a comer de três em 3 horas, mas ás vezes acordo mais cedo, porque começa a dar-me uma impressão cá dentro, acho que se chama fome.
Não gosto que me ponham para arrotar, porque quando acabo de comer, já estou mais virado para o lado dos lençois.
Já faço muitos sorrisos para o papá e para a mamã, dizem que não são sorrisos reais, mas sim sorrisos para os anjinhos ou para a lua.
Nos 1ºs dias estranhei um bocadinho quando me enfiavam na banheira, mas agora até gosto da coisa, a água até está quentinha, só não gosto mesmo é quando me tiram de lá para passar para a toalha, é que a viajem é curta, mas faz frio na mesma.
Depois do banho, já me penteiam o meu cabelo escuro e limpam os meus olhos (que até agora são azuis escuros) e ouvidos com soro.
O meu cordão umbilical ainda não caiu, porque era muito grosso, mas não deve faltar muito...
Quanto ás roupas que me vestem, ás vezes fico chateado, detesto que me vistam camisolas e bodies pela cabeça... Ainda não sei o que é uma chucha, mas também acho que não precisar dela...
Ontem fui conhecer a minha doutora, gostei dela, foi meiguinha. Antes de ir para o consultório, a mamã despiu-me e uma enfermeira foi-me pesar, já estou com 3,450 Kg, logo estou a recuperar o peso, boa!!
Apareceram-me umas borbulhinhas na cara, mas a doutora diz que é normal, a seguir ao banho , os papás poem-me um creme no corpo e na cara, que me faz bem.
Ainda não estou a dormir no berço, ou melhor, estou no berço mas ainda a dormir na minha alcofa, estou mais aconchegado por lá.
No quarto dos papás está uma boneca que dá música, fico muito desperto quando eles a põem a tocar.
Agora, vou dormir mais um bocadinho... até para a semana!

Jinhos
Vicente

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Finalmente... conto-vos com tudo foi!

No dia 30 de Julho, acordei cedinho, tomei uma banhoca, tomamos o pequeno-almoço em casa, arranjei-me, fomos buscar a minha sogra e dei entrada na Cuf das Descobertas pelas 10h00.
Fiz a preparação para ir para o bloco de partos, mas ainda estive à espera muito tempo ligada a soro, à espera que o meu médico viesse fazer o parto, nesse dia exista muitos movimentos naquela Cuf, segundo consta foi um entrar e sair de camas, com grávidas e de seguida já mamãs...
O que é que vos posso contar, da minha experiência, aqui fica:
Então do que me lembro estive cerca de uma hora dentro do bloco, a espera pela anestesia foi uma coisa que me estava a deixar nervosa, ao ponto de antes disso, começar numa tremideira (todo o corpo), assustei-me um bocado porque costumo ter aqueles sintomas quando tenho o que chamam ataques de pânico e eu não queria nada que isso acontecesse nesse dia, rezei muito até que se decidiram dar-me a epidural.
Não tenho bem noção da coisa, logo não sei em que altura foi, mas senti um impacto muito forte (como se me tivessem dado com algo nas costas) e mexi-me e nessa altura a anestesista disse-me que se me voltasse a mexer, que me punha a anestesia geral. Com a ajuda das enfermeiras e do Dr. João, lá me acalmei, pouco tempo depois começei a deixar de sentir os pés, depois as pernas, já só consegui perguntar se o Carlos não ia mesmo assistir ao parto, ao que me responderam que estava já a vestir-se e que entrava já.
Começei a ficar com a cabeça muito pesada e com sono, tinha aa sensação de que a minha consciência queria despegar-se do meu corpo, sentia dormência em todo o corpo, na boca, senti-me quase a adormecer, mas ainda consegui pensar e dizer para mim mesmo, que este era um momento único e que eu tinha de estar bem acordada (dentro dos possiveis, claro está!).
Senti alguns enjoos nessa altura, mas eram os efeitos da anestesia...
Ouvi o Dr. João dizer para o Carlos entrar, sentar-se e não mexer em nada. Eu bem queria, mas não o conseguia ver, bem mexia a cabeça para a esquerda e direita, mas não sabia onde ele estava (ficou sentado de frente para mim e viu tudo, tirando algumas partes em que virou a cara), não entendi que politica foi esta, mas de facto achamos muito estranho.
O Dr. começou a cesariana, só me apercebia do calor das mãos dele sobre mim e de ele me mexer e oiço ele a cortar (é verdade, até me arrepio de dizer isto), algum tempo depois, oiço ele a dizer que o Vicente ia sair de rabo, a dizer que ele era muito grande, segundo o Carlos me contou depois depois do rabo, saiu as pernas, depois os braços e por fim, após alguma luta com o Dr. (acreditem que ele teve de fazer algumas manobras antes disto, saiu a cabeça.
Oiço o Dr. dizer que a hora do nascimento eram 15h04 (eu tinha alguma noção das horas, porque do meu lado direito tinha um relógio).
Começaram a limpá-lo, oiço um chorinho pequenino e levaram-no para dentro, o Carlos foi acompanhá-lo e algum tempo depois (de o limparem, vestirem e aqueçe-lo) trouxeram-mo para vê-lo, penso que nessa altura já o Dr. me estava a cozer.Ele despediu-se de mim (na sala ao lado já o esperava outra grávida), as enfermeiras tratam de mim e sai para a sala de recobro. Cá fora, estavam os meus sogros, completamente babados...
Não tenho bem noção do tempo, mas penso que estive na sala de recobro perto de duas horas, cheguei lá com o Vicente nos braços, mas pouco depois tiveram de o levar porque ele estava a gemer baixinho, estava com frio (estava ele e estava eu, frio em pleno Agosto, são os efeitos das drogas...) Entretanto o Carlos esteve ao pé de mim, disse que estava tudo bem e que o Vicente já voltava, estavam só a aquece-lo de novo.
Quando ele voltou, a enfermeira tentou pô-lo à mama, mas ele estava mais interessado em brincar e mamou pouquinho. Só depois no quarto consegui lhe dar leitinho.
Já no quarto, não tinha muitas forças para falar (tinha muito frio e uma grande confusão na cabeça) como se costuma dizer, estava completamente grogue! Pelas 21h00 os meus sogros foram embora, ficamos entãos nós os três, uma enfermeira ainda me veio buscar para tirar a algália mudar de roupa e tomar um banho, para levantar da cama foi mesmo mau, apesar de ainda estar sob alguns efeitos da anestesia, já as sentia bem a massacrarem-me, mas enfim...
Uma coisa que não vos contei foi a guerra aberta com soros e medicamentos intra-venosos. Acabei por ser picada por duas vezes na mão porque da 1ª vez o sangue fez um coágulo enorme e o soro não passava, já no quarto estava quase a acontecer o mesmo, mas com muita paciência a enfermeira lá conseguiu resolver a coisa.
Quanto á 1ª noite, não sei vos dizer, não me recordo muito bem, mas tenho ideia de ter tido algumas dores e dar de mamar ao Vicente deitada, não foi das experiências mais agradavéis.
Quanto ao resto dos dias, passaram-se... com a visita das familias babadas, com algumas dores, no sábado o Dr. João esteve no quarto para nos ver (diz que a barriga estava bem) e dar alta, e finalmente no domingo viemos para casa.
Quando sai do hospital, nessa noite já se tinha dado a subida do leite e eu estava um bocadinho assustada porque tinha o peito muito rigo e com dores. Mas com massagens lá fui resolvendo a coisa.
A chegada a casa foi bom, sentir o cheiro das nossas coisas foi muito bom também...
O Vicente veio apenas com um medicamento para tratar a questão dos bacinetes dilatados e perdeu um pouco de peso, estava com 3,330Kg no domingo de manhã (mesmo no limite do peso que podia perder nesses 1ºs dias), mas para já é só o meu leitinho que ele mama, amanhã logo vamos ver o que diz a Pediatra.
Ao nascer tinha uma marcazinha na testa e no olho que ainda não passaram de todo...
Apareceu-lhe também umas borbulhinhas no lado esquerdo da cara, mas penso que não deve ser nada de grave...~
Quanto a mim e ao Carlos, estamos bem, apesar de algo cansados, eu fui tirar alguns pontos hoje, o resto deve sair na terça-feira...
Desculpem lá o testamento...

Jokinhas a todas
Sandra C.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Assim que puder, venho cá...

Até parece que foi ontem, mas já passou uma semana desde que o Vicente nasceu.
Hoje (porque já passa da meia-noite), vou tirar os pontos.
Assim que puder, dou aqui um pulinho para contar como foi a "estadia" de 4 dias dias no hospital.
Até lá... jokas!

Sandra C.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

E se de repente, lhe oferecessem flores?

... antigamente era "impulse". No dia de hoje, foi uma agradavel surpresa, quando perto das 19 horas me tocam à porta, para informar que tinham uma entrega para mim...
Nunca esperei tal coisa, nunca antes tinha recebido flores desta maneira, pelas mãos de colegas de trabalho.
Fiquei emocionada, queria agradecer a todas/os, o gesto que me deixou sem jeito.
Apesar de morar perto do trabalho, como devem imaginar neste momento, não vou ai, mas não perdem por esperar... lolol!



Tal como no postal diz...


"A verdadeira amizade implica um esforço cordial para compreender as convicções dos nossos amigos mesmo que não cheguemos a partilhá-las nem a aceitá-las."
J. M. Escrivá
~
Apesar de todos termos ideias, ideais diferentes, temos que saber lidar com isso (faz parte de uma questão chamada respeito mútuo).
Desde que ai estou sempre tentei lidar com todas as situações da melhor maneira possível, apesar de nas últimas semanas, terem surgido questões complexas que me levavam por vezes a pensar ter "impulses" e reacções que não seriam as mais politicamente correctas... tentei sempre ir por outro caminho.
No entanto, penso que sempre fui, ou pelo menos esforço-me por ser, uma boa colega, tentando ultrapassar dificuldades e levar as situações a bom porto (não minto a ninguém... nem sempre tenho bom feitio).
Hoje a prova disso, foi este presente que me tocou o coração.
O meu obrigado pelo carinho, como para já não tenho muito mais para partilhar convosco, deixo-vos o sorriso do Vicente, após uma hora de aperto (se é que entendem, o aperto de que falo... lolol!)

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Olá a todos....


... já estamos em casa desde domingo, mas ainda não tive disposição para aqui vir... mas não se preocupem que está tudo bem!
O Vicente continua lindo, os papás apesar de muitas fraldas já mudadas, e muitas mamadas (o leite subiu-me de sábado para domingo, foi um bocadnho stressante, mas já acalmou a coisa), o Vicente mama muito bem, perdeu algum peso, ainda se falou na questão do suplemento, mas desde que voltou para casa não perdeu mais peso, portanto não há razões para alarme!
Ando com algumas dores ainda na costura (quinta-feira devo ir tirar os pontos), nas costas e a questão das pernas e pés, ainda se mantêm um pouco, pois estou a fazer alguma retenção de líquidos. Apesar da ajuda dos sógrinhos e dos cunhaditos, eu não sou muito de ficar a ver as coisas para fazer... mas amanhã a ver se saio nem que seja por 10 minutos para apanhar ar e sol, pois ainda estou com um ar muito branca, muito de ter estado internada...
O papá Carlos já começa com dor nas costas e alguma prática de mudar fraldas atrás de fraldas...
O Vicente neste momento é mais o come e dorme, chora só se têm fome, ou cólicas!
E é lindo, lindo (já disse isto antes, não disse...?)
Mais uma vez obrigado a todos pelos comentários e já agora... Carmo, espero que tenha sido uma hora muito feliz e pequenina!
Jokas a todos..
Sandra C.