sábado, 30 de maio de 2009

Mais uma noite...

... sem dormir quase nada! Tomei o comprimido 2 horas antes de ir dormir, ainda consegui escrever o post de ontem e sono é mentira!
Ainda tomei uma banhoca, experimentei um novo gel para as pernas que comprei no Fabio Lucci e que é um espanto, parecia que tinha posto as pernas e os pés no congelador, chama-se Calliderm - Gel Spécial Jambes Lourdes, entretanto lá nos deitamos, dormi o 1º sono (até ás 2h30/3h00) e depois foi uma animação, até que me decidi vir para a sala e ver televisão, acabei por dormir um bom bocado na sala... já era quase manhã quando voltei para o quarto, então acho que dormi quase até ás 11h30.
Agora até estou bem, sinto um bocadinho de sono, mas vou fazer um bolo de bolacha para o aniversário do sogrinho e salada russa! Porque se me sento no sofá, vai ser até ao fim da tarde e não pode ser nada...
Jokas...
Sandra C.

Estátua da Liberdade!

Ainda não tinha contado esta aqui, mas hoje ao ler o post "Pérolas" no blog http://eu-aiaminhavida.blogspot.com/ , lembrei-me desta que me aconteceu a semana que passou....
Durante esta gravidez já me chamaram muita coisa, "barriguinhas", "barriguda" e outras coisas simpáticas, agora Estátua da Liberdade foi de mais.... Isto foi assim...
Uma tarde destas, resolvi trazer uma violeta, para o meu local de trabalho, já uma outra colega tinha trazido outras, quando cheguei, fui mostrá-la à sala ao lado e também pôr um pouquinho de água, então estava num corredor um pouco estreito e chega uma colega e me diz:
- Com um corredor tão estreito e uma barriga dessas não consigo passar, encolhe-te lá miga!!

Eu então cheguei-me mais para trás, e coloquei a flor numa mão e coloquei-a ao alto. Nesse momento ia a passar um senhor que fez o seguinte comentário:
- Eh... que até parece a Estátua da Liberdade!
Foi a risada geral....

sexta-feira, 29 de maio de 2009

A ida ao médico... :(

Pois é... hoje foi dia de ir ao médico. Para além de estar um trânsito tipicamente de sexta-feira (logo.... caótico!), quando chegamos à CUF, fui ao balcão, paguei a consulta, esperamos que nos chamassem para ir medir a tensão e pesar e nada, mais um bocadinho... e nada... mais... chega! Levantei-me e fui ao balcão perguntar se se passava alguma coisa com a minha consulta? A menina disse-me que não sabia, que tinha de perguntar à auxiliar, lá perguntei, disse para aguardar mais um bocadinho, e finalmente lá me chamaram, pelos vistos a minha ficha tinha levado sumiço e se eu não falasse, bem estava ali à espera a manhã toda... eu até ficava admirada, mas esta não é a 1ª vez que acontece. Enfim...
Peso VS 4 Kgs a mais desde o mês passado...
Tensão VS 14.7 (um bocado alta...)
Depois lá fomos para o consultório, o Dr. João perguntou-me como é que eu estava?
Disse-lhe que estava cansada, que as pernas não me deixavam dormir, que não me conseguia concentrar no trabalho. Ficou aborrecido comigo, quando lhe disse que não tinha comprado o medicamento que ele tinha aconselhado, que preferi ter esperado mais uma semana para falar com ele, pois tinha ido à net pesquisar e que como tinha visto que era um calmante, achei que não o deveria comprar. Disse-me logo que se não confiava nele, mais valia não vir ás consultas e que sabia o que estava a fazer... Concordei, que se tinha dúvidas deveria ter voltado a ligar, mas fiquei em stress deu-me logo para a choradeira, o Carlos ainda tentou amenizar a coisa, mas o Dr. ficou mesmo chateado!
Quanto ao nome do medicamento, não era o Diazepan, mas sim o Bialzepan 3 (no entanto, continua a ser um medicamento do género de calmante e que no papel é aconselhado a tomar o mínimo tempo possivel)
Viu as análises e estava tudo muito bem... (ao menos alguma coisa que esteja bem, não é?)
Depois falou-me do peso, disse-me que já tinha engordado o que era suposto para uma gravidez (10 Kgs desde o ínicio da gravidez) e que a este ritmo ainda iria engordar outros tantos até ao final da gravidez e que isso iría a prejudicar a minha coluna...
Quanto à tensão, disse-me que estava um pouco alta, que tinha de controlar, medir duas vezes por semana, para ver se se mantinha alta, caso isso acontecesse, para o contactar.
Palpou-me a barriga, não nos falou nada se o Vicente já tinha dado a volta ou não, ouvimos o coração dele a bater claramente. Ainda me disse que estava com um valente barrigão (o que quererá isto dizer?)
Enfim... hoje foi uma consulta, algo stressante. Não sei bem como vou fazer, mas fome é que nem eu nem o Vicente vamos passar, vou tentar em vez de comer um pão, vou tentar comer meio, passar agora a comer mais saladas, talvez mais peixe, mas mais não sei o que fazer!
De tarde fui medir a tensão e já tinha baixado para 12.7.
Já tomei o medicamento ás 22h00, até agora nem sinal de grande sonolência, estava com mais sono quando cheguei a casa...
Vamos ver como vai ser esta noite e este fim-de-semana...
Jokas a todas!
Sandra C.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

A vida é mesmo uma passagem...


Imagem in http://anittabaroc.blogs.sapo.pt/

Mais uma vez quero vos pedir desculpa pela ausência, ando bastante cansada, quando chega a esta hora da noite, já não tenho paciência para escrever grande coisa, vou ver os vossos cantinhos, comento alguns, mas não passa daí...

Ando para escrever este post, desde segunda-feira, mas acreditem que com esta já é a 3ª vez que o tento escrever e não o consigo acabar, o portátil deita abaixo a net e o texto nunca cá fica... enfim, coincidências!!
O que vos quero contar, foi que na segunda-feira ao chegar ao trabalho, notei que estavam todos com cara de caso, estranhei os cochichos, mas lá acabei por entender...
Então temos uma colega (que não está a trabalhar no mesmo edifício que o nosso) muito querida de todos, que na semana passada soube que estava grávida, no entanto para contrapor esse momento de grande felicidade, teve a notícia que o marido tinha morrido num acidente de trabalho fora do país.
Não consigo imaginar o choque, o turbilhão de sentimentos... acho que não deve existir muitas palavras para descrever momentos como estes!
Daí a frase do ínicio deste post, a vida é mesmo uma passagem, não adianta fazermos grandes planos, grandes projectos, quando é tudo sempre tão efémero...
O melhor, é mesmo viver um dia de cada vez, devagarinho, sem tentar por "a carroça à frente dos bois".
Por falar em vida, em morte, em projectos futuros, uma pergunta que pode não ter muito a ver com o caso, mas... há quanto tempo nao diz a alguém o quanto gosta dela? Por vezes andamos tão distraídos com a lufa lufa diária que nos esquecessemos destes pequenos pormenores...
Deixo também aqui um texto sobre a vida:





A Vida - Madre Teresa de Calcutá



"A vida é uma oportunidade, aproveite-a...
A vida é beleza, admire-a...~
A vida é felicidade, deguste-a...

A vida é um sonho, torne-o realidade...

A vida é um desafio, enfrente-o...
A vida é um dever, cumpra-o...~
A vida é um jogo, jogue-o...
A vida é preciosa, cuide dela...
A vida é uma riqueza, conserve-a...
A vida é amor, goze-o...

A vida é um mistério, descubra-o...
A vida é promessa, cumpra-a...
A vida é tristeza, supere-a...
A vida é um hino, cante-o...
A vida é uma luta, aceite-a...
A vida é aventura, arrisque-a...
A vida é alegria, mereça-a...
A vida é vida, defenda-a... "

sábado, 23 de maio de 2009

Uma t-shirt branca pintada por mim...

Não sou grande pintora, nem sequer sou o que se pode chamar mediana em desenho, mas com a ajuda de um lápis e de papel químico, não há nada que não se resolva...
A pintura em tecido é uma actividade que me relaxa, não existe nada melhor para aliviar as pressões de uma semana de trabalho do que fazer isto, na passada sexta-feira foi o que fiz... e o resultado foi este.
Uma t-shirt branca, sem grande piada (não sou fã de t-shirts brancas...) torna-se uma peça muito mais agradavél!
Aqui ficam as fotos da barrigona enorme e da t-shirt pintada...

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Eis-me de volta...

Esta semana parecia que não acabava! Mas o mais engraçado é que ando um bocado baralhada, então não é que hoje pensava que ainda era quinta-feira?
Acho que ando mesmo cansada... tenho dormido melhor, o Vicente dá muitos pontapés, a barriga está enorme, já faz prateleira (temos a sensação que ela cresce todos os dias).
No dia 2 de Junho vamos começar o curso de preparação para o parto (estamos expectantes, esperemos que valha a pena...)
O que há mais para contar... que na semana passada estivemos na Feira do Livro e trouxemos alguns para casa incluindo o livro "Cozinhar para os pequeninos" das Edições Asa, mas vou deixar isso para um post no http://porentretachosepanelas.blogspot.com/...
Por falar nisso, obrigado a todas pelas visitas e pelos comentários, espero fazer por merecer!
Quanto a este fim-de-semana, parece-me que vamos ter mais um de mau tempo... eu não peço muito, só pedia para que o São Pedro nos desse umas tréguas, será que quem trabalha durante a semana, não tem direito a passear ao ar livre ao sábado e domingo?
Amanhã vou a um casamento, vamos lá ver se pelo menos não chove, não é?
Sandra C.

Já está!!

Olá a todos os que me visitam... mais uma vez peço desculpa pela ausência, não só aqui, mas também nos vossos cantinhos, no entanto existe uma boa razão...
Já podem visitar o http://porentretachosepanelas.blogspot.com/... finalmente consegui por o blog de pé! Acho que está querido, pelo menos eu gosto...
Amanhã, com mais calma, visito-vos, conto novidades, vou ver a Nonô...(http://crazylittlebaby.blogspot.com/), espreitar as novidades, em todos os blogs, incluindo o da Cátia (http://cancaodembalar.blogspot.com/) que me deixou por lá um miminho e comentar os vossos blogs, tal como vocês tão carinhosamente fazem nos meus!

Jokas grandes para todos....
Sandra C.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

A piada da semana...

Passou-se comigo na caixa prioritária de um Hipermercado.
A rapariga a fazer-me a conta, não existia mais ninguém atrás de mim, quando chega um senhor todo afogueado e a de certeza a pensar (Eh pá que bom, uma caixa sem ninguem, é já para esta que eu vou...), quando a rapariga vira-se e diz:
- Desculpe, mas esta caixa é prioritária.
- Ahhh, é prioritária para as senhoras?

E eu:
- Não é prioritária para senhoras grávidas e pessoas com crianças ao colo, etc...

O homem ficou vermelho, de todas as cores, desapareceu em menos de um ápice!
Mas porque é que não fazem caixas prioritárias só para homens? Lolololol....

terça-feira, 19 de maio de 2009

Desculpem a ausência...

Desculpem a ausência, mas isto não anda lá muito bem... nem muito mal... anda assim, assim!
Básicamente o que se passa é que devo estar talvez com 12 horas de sono desde sexta-feira passada. Porquê? Desta vez não é o Vicente que não me deixa dormir, é mesmo as minhas pernas que não me dão descanso...
Já ouviram falar do síndrome das pernas inquietas?
"(...)enquadra-se no grupo de doenças do movimento. Potencialmente debilitante, pode causar impacto no sono e na qualidade de vida. Caracteriza-se, tal como o nome do grupo de doenças indica, por movimentos involuntários e sensação de desconforto, principalmente, nos membros inferiores. (...)" in http://medicosdeportugal.saude.sapo.pt/action/2/cnt_id/101/ (espreitem o site se tiverem interesse em saber mais...).
Esta questão já não era estranha para mim, antes de estar grávida quando andava mais cansada, sentia-me assim, mas nestes últimos dias têm sido de mais.
Hoje liguei para o Dr. João e ele aconselhou-me a comprar Dialzepan 3 mg., mas fiquei "asustada" pois ao pesquisar na net este nome está associado a outro, de nome Valium... nahhh, não me parece que vá tomar isto... só se não existir outra hipótese!
Falei-lhe na dor na virilha e o Dr. disse-me que isto teria a ver com a coluna...
Hoje fiz um esforço, só bebi café de manhã, agora vou-me enfiar no banho quente, vou massajar as pernas, para ver se elas relaxam, para ver se consigo dormir...
Até à minha volta... melhor até quando as minhas pernas me deixarem fazer alguma coisa sentada no portátil!
Jokas a todas...
Sandra C.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Pontapés, muitos pontapés!

Este é o prato do dia!
Hoje dei conta de uma situação engraçada... na hora do lanche, sentava-me eu para comer o meu iogurte com morangos e cereais e assim que engoli as duas primeiras colheradas, algo se manifestou cá dentro com dois potentes pontapés!
Será que é um sinal que gosta, ou que não gosta? É que tenho comido isto mas nunca me tinha apercebido destas manifestações... (era bom que entendessemos estes sinais, não era?

Já agora... a noite passada, foi muito má! Não dormi e pelos vistos, também não deixei dormir mais alguém, acho que me fartei de dar pontapés ao Carlos! Pudera, sempre que fechava os olhos entrava num pesadelo... já não me lembro bem, mas andava um homem (que não sei quem era) atrás de mim para me "fazer a folha", sempre que entrava no sonho lá aparecia ele de novo... acho que os pontapés deviam ser para me defender... sei lá! Foi muito mau.
Espero que esta noite durma, se não... nem sei como vou trabalhar amanhã!

Jokas a todos
Sandra C.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Estes últimos dias...

Estes últimos dias, o Vicente tem mexido muito... o Carlos já o tem sentido algumas vezes, mas ainda é muito envergonhado quando ele põe a mão na barriga!
Acho que reage bastante à música, esperamos que sim, porque nós os dois gostamos muito de música.
Quanto aos últimos dias, tenho-me sentido um bocado cansada, mas os pés não me têm inchado (menos mal...).
Quando contei aos familiares mais próximos a questão do peito, todos ficaram a pensar que o Vicente vai nascer antes do tempo previsto, aconselharam-me a fazer a mala, não vá ele querer nascer ao 7 meses... aos 7 acho que não, mas não duvidava nada, se me disessem que ele nasceria antes dos 9 meses completos! A barriga está a ficar muito grande!
Como não tinha camisas de dormir, no domingo comprei 2 e a sogrinha deu-me mais uma, agora tenho que comprar um robe (tenho só os de inverno, de verão não costumo usar...)
Comprei ainda 3 pares de botinhas (mais frescas) e ontem e hoje à noite, andei a contabilizar as roupinhas que já tinhamos comprado e as oferecidas, e também as outras roupinhas que já vos tinha falado
Dividi-as por meses, mas isso fica para outro post... talvez para amanhã!
Na segunda-feira, foi um dia muito cansantivo, pelo trabalho fomos visitar o museu da electricidade (eu já o conhecia), mas em trabalho foi diferente, posso-vos dizer que cheguei ao fim do dia de rastos!
Hoje apesar de ter dormido bem, acordei parecia que tinha passado um "camião" por cima de mim. Ando a acusar muito cansaço, muito sono, muita falta de paciência para estar no trabalho e para a conversa da "treta" de algumas colegas... acho que tenho um bocado a impressão que á vezes estou na creche ou jardim infantil e tenho que levar com as "madurezas" dos outros. Neste momento não me sinto com paciência para isso! Para já, só espero ansiosamente pela semana de férias em Junho...
Desculpem o desabafo... mas ás vezes sinto falta de deitar cá para fora estas coisas!

Jokas a todas...
Sandra C.

domingo, 10 de maio de 2009

Votem e digam de vossa justiça...

Aqui ao lado está uma sondagem, para me ajudarem a decidir se faço ou não, um novo blog com as minhas receitas (algumas são minhas, outras são receitas que encontro em revistas antigas e livros de cozinha antigos, mas que tem sempre a minha mãozinha pessoal).
O porquê, de querer fazer um blog? Porque a ideia do "Por entre Tachos e Panelas" começou por brincadeira no Bluestrass e neste momento já tenho 56 posts (com uma média de 2 receitas em cada um deles). A minha ideia não era só colocar receitas, era também fazer algumas pesquisas, sobre alimentações diferentes (consoante os países... já que neste momento vivemos uma multiculturidade tão grande a nivél gastronómico, porque não fazer umas pesquisas sobre esse assunto??), pensava também com a chegada do Vicente, lá mais para a frente deixar algumas receitas de como confeccionar as sopinhas e papas para bebés...
No entanto também sei que já existem muitos blogs sobre este tema e que tenho vários blogs (acho que estou a ficar viciada nisto, será?? Acho que não, não tenho a necessidade de os actualizar a toda a hora e momento, apenas quando existe mesmo alguma coisa para dizer...)
Votem, aqui ao lado e digam-me então o que acham...
Jokitas
Sandra C.

O parto no hospital ou em casa?

Na semana passada na Sic deu a reportagem sobre este asssunto e lógicamente não fiquei indiferente a isto. Se não viram podem espreitar aqui http://sic.aeiou.pt/online/video/informacao/Reportagem+SIC/2009/5/9-meses-depois.htm
A minha opinião é que se os hospitais existem servem para estas alturas...
Acho que a ideia "romântica" e natural de ter a criança em casa já não faz muito sentido hoje.
Pois algo pode correr mal (não que no hospital tal não aconteça, bem pelo contrário), mas ao menos nessa situação já lá estamos e supostamente nas mãos de quem sabe o que fazer, não estamos em casa esperando que a ambulância dos bombeiros ou INEM chegue, (ou não... nos dias de hoje nunca se sabe não é??) para que sejamos socorridos.
Eu gostaria de fazer o parto aquático, vejam bem o porquê:
"(...)o parto na água é uma das mais suaves formas de parto para a mãe e para a criança. (...) As vantagens desse parto é proporcionar a mulher possibilidades de movimentar-se na piscina ficando em pé movendo seus quadris até encontrar a posição mais confortável (...)
Nos Estados Unidos e na Inglaterra esse tipo de parto é bastante recomendado para a diminuição das dores tanto da mãe como da criança, não há risco de afogamento pois após o nascimento a criança recebe oxigenio através do cordão umbilical da mãe, e passa a respirar após o contato da sua pele com o ar, até que ela respire regularmente demora um certo tempo, durante esse tempo a criança deve ser aquecida e muitas mulheres usam a água morna, balançando a criança na água com a cabeça para fora, para que relaxem, neste momento algumas dores são aliviadas, agora com uma inspiração profunda e relaxante. (...)"

No entanto já tirei o sentido dai, pois onde vou fazer o parto não fazem desta forma, apenas da maneira tradicional.
Mas mesmo que tivesse condições em casa para fazê-lo, não o faria de maneira alguma, respeito muito que tem a coragem de o fazer, mas essa situação não me era confortavel, nem para mim nem para o Carlos (partilhamos os dois a mesma opinião).
Agora digam de vossa justiça:
- Concordam com os partos feitos em casa?
- Escolheria isso para a sua hora tão especial?
- Pensa que tal como outras questões, isto não passa de uma questão de modas?

Deixem a vossa opinião sincera...
Jokas e um bom fim-de-semana...

Sandra C.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Em busca do "lugar perdido"...

Isto quer dizer, em busca do infantário para o Vicente lá para Janeiro ou Fevereiro...
Já estive em três locais diferentes, já fiz vários contactos, desde particulares a instituições que pertençem a Paróquias, mas a coisa não está fácil.
Quanto a instituições que não são particulares, é a festa habitual... ou tens o factor C, ou tens o factor C (ou seja... não tens), o que mais irrita nestas questões é que provavelmente, aqueles que não precisam é que estão lá. Nem me vou adiantar mais...
Quanto aos particulares, até agora a mensalidade mais alta que me pediram foram € 360 (com tudo incluido, têm uma enfermeira, psicóloga e terapeuta da fala ), menos as fraldas e roupas para as camas. A mais baixa foi 280€ ( inclui já todos os artigos de higiene, não entendi muito bem esta parte pois em todo o lado pedem as fraldas, mas não inclui alimentação).
Hoje estive no local que pediu o valor mais elevado, as instalações eram muito agradaveis, com muita luz natural, agora sem dúvida que os valores são muito altos!!
Também estive num outro local, que me agradou muito (mais perto do meu trabalho), o espaço era super acolhedor e até agora foi o que me agradou mais. Deixaram-nos à vontade para lá ir quando nos apetecesse...
Acabei de enviar mais um mail para outro local, vamos ver a resposta...
Isto já me faz lembrar quando andamos a escolher a casa, que vimos, vimos... e voltamos a ver e parecia que nunca mais escolhiamos nada!

Os pés inchados....

Como o dia de hoje estava meio farusco, resolvi levar mocassins fechados, pois tenho andado de chinelo em pele de verão...
Depois do almoço, como estava com calor, descalcei-me um bocadinho para sentir o fresco do chão e quando voltei a calçar os sapatos... foi lindo! Principalmente o pé esquerdo, parecia um saco de batatas.
Quando me levantei e queria andar, parecia o chamado "pato".
Já avisei que se continuar a inchar-me os pés, vou passar a ir de chinelo de praia para o trabalho..
Já dei com o chuveiro morno nas pernas e nos pés, o Carlos teve a pôr-me um gel e creme refrescante, tentei colocar as pernas mais altas, mas tenho "bichinhos carpinteiros" nas pernas e nos pés.
Quanto à questão de ontem, acho que é mesmo confirmação, o leite deve estar a querer subir.
Hoje na hora do almoço, quando fui por o creme, vi uma gota de líquido a sair do peito.
O corpo da mulher nesta fase é mesmo incrivel...

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Isto não estava no programa....

O quê? Comichões no peito, ou melhor começou por ser no peito direito (que sempre foi o mais sensivél), mas hoje também senti as mesmas comichões no esquerdo, mas no outro é demais...
Será a pele a esticar? Eu não tenho a pele seca, porque apesar de não aplicar creme gordo, uso um à base de óleo de amêndoas doces.
Eu posso-vos dizer que sempre tive um peito relativamente normal (tamanho, etc...), desde que fiquei grávida ele alterou no tamanho e na cor também, ficou mais escuro (é normal, não se estranha) de há uns dias para cá teve bastantes alterações, agora eu pergunto a quem me souber responder, é possivél que o leite esteja já a querer subir? Pode parecer uma pergunta parva, mas ontem quando comecei com as comichões, fui à casa de banho e reparei numas peles brancas à volta do mamilo e quando lhe mexi, fiquei com a sensação de humidade, como sou curiosa, ao levar os dedos ao nariz, cheirou-me... a azedo??!?? Azedo/ Leite ou antes colostro?
Como também está bastante calor, também já pensei se não será alguma alergia aos soutiens, eu ainda uso os meus de microfibra (grande percentagem de algodão) e uso também um de grávida do mesmo material...
A comichão era tal, que fui à Parafarmácia falar com as raparigas, aconselharam-me o Bephanténe e também óleo de amêndoas doces, ou seja limpar com o óleo e depois aplicar o creme. Ainda tenho comichão, mas vamos ver nos próximos dias...
Contem-me lá, como foi ou está a ser convosco?

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Cada vez estás mais grávida!

É com esta frase que uma colega todos os dias me brinda pela manhã, pela tarde seja lá a que horas for...
Eu até acho piada ao comentário, pois se com quase 6 meses de gestação eu não aparentasse um ar de grávida, não sei quando seria então... mas a acompanhar este "piropo" essa mesma colega também faz questão de dizer que "cada vez estou maior" também não estranho, é sinal que o Vicente se encontra bem e a crescer...
Agora, só acho que não diria isso todas as vezes que visse uma grávida, melhor... todas as vezes que a visse, a qualquer hora do dia!
Acho que não é de bom tom... mais vale dizer que estamos gordas logo de uma vez, não é?
O que vale, é que tenho muito bem noção de como estou e de como ainda vou ficar... conheço pessoas que se desfaziam talvez em lágrimas se ouvissem todos os dias a mesma coisa!
Ao menos agora, estou grávida mesmo e muito feliz, não é como era antigamente, que só por ter um bocadinho mais de barriga, me perguntavam se eu estava de bebé?

Jokitas...
Sandra C.

Este post é em seguimento a um post que a Cati escreveu no blog dela http://meupequenomundolouco.blogspot.com .

segunda-feira, 4 de maio de 2009

O fim-de-semana...

Este fim-de-semana, foi prolongado, mas para nós foi sempre a "abrir"...
Na sexta como já vos contei, foi a aventura da cozinha e consequentes arrumações.
No sábado, levantámo-nos cedo porque tinha que ir buscar as minhas análises (diga-se de passagem que batemos com o nariz na porta, pois estava fechado por causa do feriado..), depois fomos ao Corte Inglês, pois da parte da tarde iamos a uma festa de anos da Leonor que fez um ano na sexta -feira. Ainda andamos a ver os berços e espreitamos as roupinhas, tudo muito giro e muitooo caro (é para esquecer portanto!...)
Almoçamos e fomos então ver a Leonor, que está muito linda com o seu aninho de vida, pusemos alguma conversa em dia, pois já não estava com este pessoal desde o nosso casamento.
Ainda viemos ás compras ao Jumbo, ou seja chegamos a casa eram quase meia-noite e de rastos... Mas ainda nos esperava o domingo, os meus sogros decidiram ir a Fátima, então eram 7h40m já nós estávamos a caminho, chegamos lá cedinho, fomos ver o museu de cera da vida de Cristo, assistimos à missa, almoçamos e depois de tarde estivemos com os meus pais em Tomar.
Com isto tudo chegamos a Lisboa eram 20h30 (e completamente derriados).
Posso-vos dizer que neste últimos dias o Vicente tem dado muitos pontapés, para nos presentear da ausência deles há uns tempos atrás...
Quanto a prendas do dia da mãe, para além dos pontapés, tive um ramos de rosas vindo do jardim da minha mãe e um vaso com uma flor... e principalmente um dia muito bem passado junto de todos os que nos querem bem!

1000 Visitas, obrigado!

Neste momento, este cantinho já atingiu mais de 1000 visitas, a todos muito obrigado!

domingo, 3 de maio de 2009

Este texto já foi publicado no Bluestrass, fiz-o especiamente para o dedicar à minha mãe, mas penso que ao lê-lo todos/as se conseguiram identificar com ele...
Um Feliz dia das mães para todas!
"Estas são as palavras que nunca te disse antes, porque era demasiado criança para as saber dizer, não que não as sentisse, mas é difícil de expressar por palavras os sentimentos.Como diz a canção ”Só para dizer que te amo/ Não sei porquê, este embaraço/ Que mais parece, que só te estimo...”, pois é, é difícil dizer que gostamos de alguém por palavras, no entanto elas estão cá, a querer saltar da garganta, a mente guarda todos os pequenos momentos que vamos vivendo, mesmo aqueles que ás vezes não gostamos de lembrar, como um ralhete, uma palmada, um puxão de orelhas ou quando pedias para me cortarem o cabelo à rapaz... só mais tarde é que compreendemos o porquê deles terem existido...Mas também há os momentos passados à cabeceira da minha cama, quando a febre me vinha atormentar, quando os sonhos eram maus, quando a cara inchava e me sentia um bicho – do - mato, por não poder sair de casa.Como me protegias sempre que caia e tentavas estancar as tuas lágrimas ao mesmo tempo que o fazias ao sangue que teimava em cair pela minha cara abaixo...Hoje, quando acordo de noite, sou eu que velo pelos teu sono, quando me ponho à porta do quarto a ouvir-te dormir baixinho.A nossa vida modifica e hoje já não sou a menina escanzelada que ao mesmo tempo brincava com os carecas também gostava de se juntar com os rapazes e queria ser melhor que eles.Hoje, sou uma mulher pronta para enfrentar o mundo (acho que já o sou há muito tempo, tu é que ainda não deste conta disso), pronta para constituir uma família e dar todo esse amor que tu me deste a mim, mas à minha maneira, errando uma e outra vez tal como um dia foi contigo.Para além de dizer que te amo incondicionalmente, quero agradecer-te tudo o que tens feito por mim e que me tornou naquilo que hoje sou.Para isso, não há prenda que se possa comprar neste dia da mãe... porque o amor não se compra, é algo que vem de dentro de nós e que não se explica... apenas se sente...
Feliz dia da mãe... "

sexta-feira, 1 de maio de 2009

O antes e o depois....

Olá a todos!
Parece que desta é que foi, se bem que ainda falta pintar aqui uma parte, a parte pior já está feita. Já tenho os "cangalhos" arrumados, já consegui fazer o jantarinho hoje (ao fim de uma semana a comer fora de casa...).
Mas para isto estar assim, foi um "parto" dificil... estava a ficar com um pó (para além do que tinha no chão e em todo o lado...) ao homenzinho... não suporto pessoas mentirosas! Não sei se já vos contei, mas desde que andamos a tentar colocar a cozinha já deve ter "morrido" para ai duas ou três pessoas (acho incrivél como as pessoas usam argumentos destes para tentar esconder a falta de seriedade...). Hoje foi mais uma, tinha combinado vir as 10h30, apareceu já passava do 12h00, enfim... vamos avançar.
O que é certo é que já está pronta, então os armários são de cerejeira, com dois armários (na parte superior em vidro preto), os puxadores e interiores em cinzento.
Ficamos na mesma com todos os elctrodomésticos, fogão (não nos quisemos desfazer dele, acho que já não sabia fazer comer sem ele), frigorifico, máquina da roupa, microondas, etc...
É verdade, a banca é linda em pedra preta. Acho que a cozinha ficou maior e sem dúvida com mais arrumação. Mais tarde vamos ainda colocar uma mesa nova e cortinados novos também...
Aqui fica o antes e o depois:




Quando compramos a casa os armários eram estes, penso que em Pinho Mel, muito clássicos, com algumas dificuldades em arrumar coisas...
Não liguem à parte superior (pois é a que falta pintar), mas aqui já dá para ver como ficou.
Valeu o esforço e já podemos dizer...
Já temos a nossa vida de volta (sim, porque estas últimas duas semanas não foram vida, foi "sobrevivida"...)
Um agradecimento especial aos sógrinhos, ao Sérgio e à Lina pela ajuda no dia de hoje nas arrumações!