domingo, 2 de maio de 2010

Dia da mãe....

Hoje é o suposto dia da mãe... só que este dia é todos os dias, pois quem é mãe, não tem amor pelos filhos num único dia, não cuida e se preocupa com os filhos num único dia, mas sim desde o dia em que sabe que vai ser mãe...
O ano passado por esta altura, apesar de ainda não ser mãe fisicamente (pois ainda faltava uns mesinhos para ter o Vicente nos meus braços), já me sentia como tal...
Agora nove meses passados sobre o teu nascimento, apesar de existir uns dias mais complicados que outros (e muitos mais iram existir para a frente), de algumas vezes me sentir mal, pois sinto que a minha posição e as minhas decisões como mãe é colocada algumas vezes em causa...
Tudo isso é ultrapassado com pequenas coisas, o sorriso, um carinho e até um puxão de cabelos do Vicente.
Aqui fica um texto sobre a mãe, que encontrei na página http://alegna.no.sapo.pt/ :

RETRATO DE MÃE ...

“Uma simples mulher existe que, pela imensidão do seu amor tem um pouco de Deus;
e pela constância de sua dedicação, tem um pouco de anjo;
que sendo moça, pensa como uma anciã e,
sendo velha, age com as forças todas da juventude;
quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida e, quando sábia,
assume a simplicidade das crianças;
pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama e,
rica, empobrecer-se para que seu coração
não sangre ferido pelos ingratos;
entretanto estremece ao choro de uma criancinha
e, fraca, entretanto, se alteia com a bravura dos leões;
viva, não lhe sabemos dar valor porque
à sua sombra todas as dores se apagam
e, morta, tudo o que somos e tudo o que temos
daríamos para vê-la de novo,
e dela receber um aperto de seus braços,
uma palavra de seus lábios.

Não exijam de mim que diga o nome dessa mulher,
se não quiserem que ensope de lágrimas este pergaminho.

Quando crescerem seus filhos, leiam para eles esta página:

Eles lhes cobrirão de beijos a fronte e dirão que um pobre viandante, em troca de sumptuosa hospedagem recebida, aqui deixou para todos o retrato de sua própria Mãe...”

Dom Ramon Angel Iara - Bispo de La Serena - Chile

1 comentário:

  1. adorei :)
    um beijo muito grande para ti!
    ser mãe não tem obrigação de ser perfeita! e nunca admites que os teus actos ou decisões com o vicente sejam postas em causa!
    jinhossss

    ResponderEliminar

Diga lá o que pensa...