quarta-feira, 15 de junho de 2011

Diário do Vicente – O Admirável Mundo Novo (Parte II)

No sábado quando acordei de manhã, estava todo sarimpado pelos "trompeteiros" (ou para quem não sabe, melgas mesmo!)
O papá deu-me logo o remédio e pôs-me Fenistil nas muitas borbulhas que eu tinha (eram 12)...
Nessa manhã, fomos à Penha, eu com o sono que o remédio fazia, andei sempre muito molinho e quase sempre ao colo, ora dos papás, ora dos tios. Vi muitas "ávoes" (árvores), tirei muitas fotos e até tive direito a um espalho, mas sem grandes consequências...
Quando cheguei a casa, comi (já de colher e garfo, sujo tudo, mas não faz mal...) e depois fui fazer o meu soninho de beleza.
Fomos passear todos a Fafe, os papás compraram-me umas sandálias, mas eu não achei muita piada a elas, não estou habituado a ver os meus pés, o que é que querem??
Ao fim da tarde, fomos a casa da tia Fernanda e do tio Carlos, comer bolo (massa de pão, cozida a lenha, com carne, fiambre e queijo), eu para além da minha sopinha, comi também do bolo e gostei muito. Ainda comi umas colheres de caldo verde e gostei ainda mais!
Para além de comer, brinquei com o Snoopy (o baubau da tia), aprendi a brincar na relvinha, nunca me tinha visto com tanta liberdade!
Nessa noite, quando voltamos a casa, os bichos não me morderam, o papá inventou um "mosquiteiro" à minha altura... os cortinados lá do quarto!! Nem um me tocou...
No domingo de manhã, fomos à missa, o meu sono (por causa do remédio), era de tal ordem, que dormi o tempo inteiro... quando chegamos a casa, almocei, os papás ainda me tentaram deitar, mas eu não quis dormir.
Os tios tinham ido buscar o Sérgio (o irmão da Tita) ao Porto e depois fomos ter com eles a Guimarães, fomos ao Castelo, aquilo é giro lá nas alturas, mas o papá não achava piadinha nenhuma…
Demos mais uma volta por Guimarães e depois viemos para casa, no caminho e apesar da fomeca, o meu cansaço era tal que adormeci, chegamos a casa e eu nem dei por nada, ainda dormi um bom bocado, depois os papás acordaram-me, jantamos e fomos a casa dos Tios Manel e Lucília.
Não sei se era do avançado da noite, mas enquanto esperava com a mamã que o papá trouxesse o carro, comecei numa de “Baubaubaubau….” E depois desatava a rir ás gargalhadas, tantas que até soluçava!
Quando chegamos aos tios, estranhei um pouco a casa, mas depressa me habituei. A tia tinha posto umas coisas na mesa para paparmos e eu provei uns palitos salgados e fiquei fã daquilo e também das mini bolachas Maria (mas os papás não me deixaram abusar…)
Outra coisa que neste fim-de-semana descobri é que gosto de Ice Tea e de sumo (tipo água com Sunquick).
Na segunda-feira, dormimos todos até tarde lá por casa, até a mamã que normalmente acorda cedinho, dormiu até ás 10h30…
Ainda fomos a Fafe, o papá e a mamã foram fazer umas compras, quando eles saiam do alcance dos meus olhos, começava logo eu “Papááááá…. Mamããããã…”, sou um tontinho!!
Depois do almoço fizemo-nos ao caminho, pois ainda fomos a Santo Tirso, ver a Tia Rosa e a Tia Bina e quando lá cheguei fiquei todo entusiasmado como o “Baubau” grande que a tia lá tinha.
Adorei o sítio e se me dessem liberdade, corria aquilo tudo, adorei o gato que por lá andava, queria me sentar ao pé dele para o ver a comer…
E as galinhas, um espectáculo, comecei logo a fazer na mão “a pitinha”.
Depois lá tivemos que nos fazer ao caminho, correu tudo muito bem, lá mais para o fim o desespero já era de tal ordem que o “amoque” da outra noite voltou outra vez a dar e desatei a rir como um tolinho.
Mas chegamos a Lisboa e ainda fomos jantar aos avós e correu tudo muito bem.
Agora já voltei à escolinha e a ver os meus amigos, porque já tinha muitas saudades deles!!
Até um dia destes… beijinhos ás meninas e abraços aos rapazes!
Vicente


P.S- As fotos vem depois...

1 comentário:

Diga lá o que pensa...