Mensagens

E já lá vão 6 meses!

Imagem
É verdade, já estamos no fim de Janeiro e o Vicente quase a fazer 6 mesinhos (pelas 15h00)... Por esta hora, já estava assim com um bocadinho de nervos... já tinha entrado para o bloco. Hoje a mensagem que aqui quero deixar, é que apesar de alguns percalços neste últimos meses, algumas idas ao hospital, para exames e Cpias Ldas (já começo a ficar farta daquele hospital), o que interessa é que o Vicente está bem e recomenda-se. É a luz dos nossos olhos, que se vê a desenvolver não só em tamanho mas também a nivel psicológico e isso deixa-nos muito felizes! Como deixa qualquer pai e mãe, não é? Adoramos o seu sorriso, o seu riso, os seus abraços (não sei se voluntários?), os seus gritinhos (agora anda nessa fase), os seus dentinhos (canininhos...), o seu falar (bla bla, dá dá entre outras coisas mais), os seus sonhos maus e como quando acorda se aninha no meio de nós ou se agarra ao nosso pescoço, os seus beijos molhados, a maneira como come a papa, a sopa e a fruta toda, a sua (ainda)

Nós por cá...

... andamos bem, cansados mas andamos bem! O Vicente voltou hoje à escolinha, ontem fomos à pediatra, ele fez as vacinas e aparentemente a bronquiolite já era! Ainda tem o ouvidinho um bocadinho vermelho, mas segundo a pediatra, nada de preocupante... Perdeu algum peso (cerca de 200 grs como já tinha falado...), pedi que lhe dessem mais um biberon de leite e que lhe dessem o almoço mais cedo. Ás 7h00 mamou, antes de sairmos pelas 9h00 mamou mais um bocadinho, comeu a sopa e a papa peerto das 11h00, bebeu leitinho (180 ml) pela 13h30) voltou a beber mais leitinho (150 ml) pelas 16h00. Quando chegou a casa ainda brincou um bocadinho comigo e depois dormiu desde as 18h00 até ás 20h00. Papou cerca de 160 ml de água com papa e depois do banho (logo a seguir à papa) ainda mamou mais um bocadinho, adormeceu pelas 22h35 e agora se Deus quiser vai ser a noitinha toda até ás 7h30/8h00... Hoje quando lá cheguei à tarde, estava a educadora com os meninos todos de volta dela e a tirarem fotos. Eu e

Here they come!

Ah pois é... eles ai vêem! Quem? Ora adivinhem lá: - São dois, já fazem barulhinho quando encostamos uma colher metálica. Fazem muita baba, fazem ele "roer" a "pupa", os polegares e indicadores e de preferência também as bochechas e queixos de quem deixar ele morder! Já adivinharam?

Ele gostem que lhe cantem...

... umas coisas assim fora do normal. Lá no hospital, quando já não havia nada para fazer para passar o tempo, cantava-lhe... isso acontecia principalmente quando de manhã estavamos à espera da fisioterapeuta para a ginástica respiratória, por ser uma altura complicada e que o deixava enervado, descobri que sentá-lo no meu colo à janela a ver o rio e cantar-lhe, ele ficava um bocadinh mais calmo. O Carlos uma das vezes cantou-lhe a "Menina estás à janela"... penso que seja a versão UHF e ele ficou muito sério a olhar para a rua... Esta versão é a original e mais soft... Outra canção que eu lhe cantei foi o "Anzol" dos Rádio Macau, acho que ele gostou, ainda há bocado lhe cantei novamente e ele fica muito atento a ouvir... Agora... o que achei muito giro, foi que lhe cantei "A Casinha" versão da actriz Milú no filme "O Costa do Castelo" (isto pode parecer-vos estranho, mas não sei se já vos disse que adoro canções antigas...) e não é que ele g

Do que gostei e não gostei do internamento!

Olá! Este post pode até parecer estranho, mas realmente existiu coisas que me agradaram mais que outras no internamento... para começar um internamento nunca é bom, mas já que tem que ser ao menos que seja mais ou menos aceitável . O que gostei então foi: - Da simpatia dos enfermeiros/as e auxiliares, sempre foram bastante atenciosos, no entanto existiu alguns com uma maneira de ser diferente, mas meiguinhos para o Vicente. - Da temperatura do quarto, esteve sempre calorzinho , por vezes até um bocadinho de mais. A temperatura era tão agradável que o Vicente andava só de body e calças sem pés e andava só com umas pantufas sem meias nem nada. De noite dormiu apenas com um lençol e estava sempre com as mãos quentinhas . Eu andava quase sempre sem casaco e de noite quando acordava, andava quase sempre descalça. - Do calor horrendo que estava nas urgências, fazia-nos suar as estopinhas... - A comida do refeitório era muito boa, exceptuando a vez em que resolvi comer uma canja... aqui

Já estamos em casa!

Olá, saimos do hospital pelas 15hoo do dia de ontem! O Vicente já estava melhor, no entanto não fiquei muito convencida, pois quando lhe tiveram a fazer a ginástica respiratória de manhã, tiraram-lhe muita ranhoca e a fisioterapeuta achava que ele ainda não estava em condições de sair, mas a médica quando lá esteve disse que sim, que ele já estava bem para sair. Não é que não me quisesse vir embora (não há nada como a nossa casinha!), mas acho que tinha ficado mais descansada, se não tivesse ouvido o que a terapeuta disse. Para além disto, eu tinha acordado bastante mal disposta com náuseas e diarreia, sem forças para nada e ainda me sentia pior quando estava com o Vicente ao colo, pois ele pressionava-me o estômago. Quando o Carlos chegou ao pé de mim para nos vir buscar estava na mesma, mas a ele pensamos que tenha sido paragem de digestão... Ainda fui ao Centro de saúde, para me passarem a assistência à família, a médica já estava toda enjoada de estar à espera... pois nós demoramos